A Blefaroplastia interfere ou coloca em perigo a visão?

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook0Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Tenho um ar envelhecido e cansado com pálpebras descaídas e papos por debaixo dos olhos? O que se pode fazer para melhorar o meu aspecto?

A partir de uma certa idade, ou em pessoas que não se habituaram a ter cuidados com a pele, nomeadamente exposição solar inapropriada, exposição ao fumo e alimentação pouco saudável, com aumento e reduções abruptas de peso, é habitual encontrar sinais evidentes de envelhecimento e flacidez da pele, nomeadamente pálpebras descaídas, bolsas de gordura e rugas.

Estas alterações atribuem à face um ar cansado e causam por vezes a impressão de envelhecimento que não corresponde à idade real. Com a face envelhecida, as pessoas têm tendência a sentirem-se também envelhecidas, acabando por pensar que nada há a fazer para voltar a ter a face que tinham anteriormente. No entanto, actualmente está ao seu alcance corrigir esta tendência com uma cirurgia relativamente simples e com resultados rapidamente visíveis, através de cirurgia às pálpebras.

As expectativas duma pessoa devem ser realistas e ponderadas, pois apesar de se conseguir bons resultados com a cirurgia de blefaroplastia , no que toca à eliminação dos sinais evidentes de envelhecimento, a cirurgia aplicada isoladamente não vai fazer voltar a face que tinha na juventude. Muitas vezes uma face com estas alterações poderá vir a beneficiar de outro tipo de tratamentos, conseguindo-se no entanto melhorias significativas na aparência da face.

Em que consiste a cirurgia de blefaroplastia?

A cirurgia plástica, através da técnica cirúrgica com o nome de blefaroplastia, consegue corrigir algumas dessas alterações que tanto impacto têm na vida de uma pessoa.

A blefaroplastia é um procedimento cirúrgico relativamente simples empregue para remover o excesso de pele das pálpebras, podendo ser realizado exclusivamente na pálpebra superior ou inferior ou em ambas. A intervenção cirúrgica a efectuar depende da quantidade de pele e gordura a remover, do seu estado clínico e da avaliação do seu Cirurgião.

Pode-se ter problemas com a visão depois de uma cirurgia às pálpebras?

Blefaroplastia foto antes e depoisNa cirurgia de blefaroplastia, são removidos e recolocados os tecidos moles situados no contorno dos olhos, externamente a estes, não interferindo com o globo ocular (olho), nem com as estruturas intimamente relacionadas com ele.

O globo ocular, fica acomodado dentro da cavidade ocular (óssea), rodeado pelos músculos oculares, responsáveis pelos movimentos oculares, e gordura que preenche espaços entre eles e a cavidade óssea, tendo as pálpebras para cobertura externa e protecção.

Todo o aparelho da visão (globo ocular, retina, nervo óptico) fica protegido e não é manipulado durante a cirurgia de blefaroplastia.

Em geral ocorre alguma equimose (a vulgar “nódoa negra”) e edema (inchaço) ao redor dos olhos, que podem persistir por duas a três semanas. Pode também ocorrer visão turva durante um curto período de tempo e um aumento da produção de lágrimas. No entanto, a cirurgia não traz qualquer perigo no que respeita à visão.

Pelo contrário, pode até trazer uma melhoria dos campos visuais e visão periférica, visto ser retirado tecido em excesso das pálpebras superiores pendentes sobre os olhos que interferiam com a sua normal abertura e função.

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook0Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone