Lifting Facial: Técnica Cirúrgica

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook0Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O lifting facial reverte parcialmente o processo de envelhecimento pois actua sobre determinados músculos, retirando o excesso de pele. Nesta intervenção há sempre o cuidado de não modificar os traços e expressões faciais do indivíduo.

O tipo de anestesia utilizada pode ser local com sedação ou geral. O tempo de internamento varia entre as 12 e 24 horas.

Existem actualmente dois métodos para a realização do lifting facial (ritidoplastia): o cirúrgico e o não cirúrgico. Cada um dos métodos apresenta vantagens e desvantagens. A escolha é feita sob orientação médica, e cabe ao utente optar pela técnica que melhor se adapta às suas necessidades.

Tratamento não cirúrgico

Está indicado para os casos em que existe a presença de rugas de expressão, na região frontal, entre as sobrancelhas, e os chamados “pés de galinha”. Se estivermos na presença de casos onde já existe notória flacidez da pele (sobrancelhas, pálpebras, pescoço, etc.) o uso de botox pode produzir resultados desastrosos. O uso da toxina botulínica permite a paralisação temporária e selectiva dos músculos.

Entre as vantagens deste procedimento listam-se a simplicidade da técnica e o facto de os efeitos colaterais serem raros. Entre as desvantagens destaca-se o seu carácter temporário (4 a 6 meses) exigindo, assim, várias aplicações. Acresce ainda o facto de não elevar efectivamente as sobrancelhas e de não tratar as rugas estáticas.

Está indicado para o tratamento de rugas de expressão.

Entre os tratamentos não cirúrgicos encontra-se ainda o de preenchimento facial, com recurso ao ácido hialurónico, e o de laser, que actua em diversas camadas da pele, estimulando a produção de colagénio, e a recuperação da textura e firmeza cutânea.

Tratamento Cirúrgico

É o indicado para casos nos quais já ocorreu uma queda dos tecidos moles da face, com a presença de rugas profundas e notória perda do volume facial. São várias as técnicas existentes.

Mas, normalmente, iniciam-se com a execução de uma incisão na região das têmporas, que desce ao longo das rugas naturais em frente à orelha e continua por trás da orelha em direcção ao couro cabeludo. Por vezes, em casos de grande flacidez no pescoço, pode ser realizada uma pequena incisão logo abaixo do queixo, para tratar a musculatura subjacente.

Este procedimento pode associar-se à lipoaspiração, para retirar as gordura localizada abaixo do queixo.

Saiba mais sobre Lifting Facial em www.lmcirurgiaplastica.pt

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook0Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone