Share on Facebook9Pin on Pinterest0Tweet about this on TwitterShare on Google+1Email this to someone

REDUÇÃO MAMÁRIA / MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO

Mamoplastia de Redução – Informações Práticas:

Dra. Luísa Ramos na TV com um caso de Mamoplastia de Redução

O QUE É A MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO?

A chamada redução mamária ou mamoplastia de redução caracteriza-se por um excesso de pele, gordura e glândula mamária, geralmente bilateral, que no seu conjunto originam diversas queixas.

Os termos técnicos utilizados para se referirem a este problema são macromastia ou gigantomastia. Embora não haja consenso, geralmente considera-se gigantomastia quando se espera uma necessidade de redução superior a 1,5kg por mama. Nos casos de macromastias, as reduções mamárias poderão ser leves ou moderadas (entre 100 a 500gr) ou mais graves ( a partir de 500 gr).

Há múltiplos factores associados à mamoplastia de redução, nomeadamente uma maior sensibilidade do tecido mamário às hormonas femininas (prolactina, estrogénios e progesterona), bem como o aumento de peso e as gestações.

CASO DA MARIA MANUELA

Veja as fotos antes e depois deste caso de redução mamária.

VÍDEO EDUCATIVO SOBRE REDUÇÃO MAMÁRIA – TUDO O QUE PRECISA DE SABER!

É também de referir a mamoplastia de redução juvenil que, tal como o nome indica, se apresenta na adolescência e se caracteriza por um aumento abrupto do volume dos seios num curto espaço de tempo, geralmente após o primeiro ciclo menstrual.

Embora possa haver vários casos de mamoplastia de redução numa família, esta patologia não é geralmente considerada como um problema genético directamente transmissível.

Dúvidas?

Coloque-me as suas questões.


O SEU NOME*

O SEU EMAIL*

TELEFONE*

ESTOU INTERESSADO(A) EM*:

MENSAGEM


VISITE O NOSSO PORTAL SOBRE MAMOPLASTIA

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

As queixas são diferentes de doente para doente, mas geralmente incluem dores no pescoço e na coluna, dores de cabeça, sulcos nos ombros com depressões dolorosas na pele produzidas pelo sutiã, intertrigo (alterações na pele) no sulco inframamário e dormência das mãos e dedos. Para além disso, muitas doentes mencionam factores psicológicos pelo embaraço que o volume mamário exagerado lhes provoca, referindo limitações na prática desportiva e em outras actividades sociais.

EM QUE CONSISTE O PROCEDIMENTO CIRÚRGICO?

O tratamento é cirúrgico e consiste na mamoplastia de redução. Previamente à cirurgia, é essencial realizar os rastreios de cancro de mama (mamografia e ecografia).

A mamoplastia de redução permite diminuir o volume mamário, ao mesmo tempo que melhora a forma e o aspecto da mama, corrigindo a ptose e dando volume ao pólo superior, que frequentemente se encontra esvaziado.

QUAIS SÃO OS RISCOS DA CIRURGIA E DA ANESTESIA?

A cirurgia de redução mamária é um procedimento muito seguro.  Por regra, é feita com anestesia local e sedação, não sendo necessária anestesia geral. No entanto, todos os procedimentos cirúrgicos e anestésicos quaisquer que sejam as suas formas estão associados a um certo risco de complicações, que são detalhadamente discutidas na consulta.


ARTIGOS NO BLOG DA DRA. LUÍSA MAGALHÃES RAMOS, SOBRE REDUÇÃO MAMÁRIA OU MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO:

Mamoplastia de Redução: Pós-Operatório

Mamoplastia de Redução: Técnica Cirúrgica

Mamoplastia de Redução: O que é?

O SEU NOME*
O SEU EMAIL*
TELEFONE*
ESTOU INTERESSADO(A) EM*:
MENSAGEM
Share on Facebook9Pin on Pinterest0Tweet about this on TwitterShare on Google+1Email this to someone