Mamoplastia de redução é terapia essencial

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Há quem pretenda aumentar os seios através de um aumento mamário ou mamoplastia de aumento, mas também pode ocorrer o contrário, ou seja, quem pretenda recorrer a uma mamoplastia de redução, sobretudo se tiver mamas grandes e muito flácidas. Normalmente, isto ocorre em pacientes que sofreram os efeitos de uma gravidez, envelhecimento, entre outros.

Mamoplastia de redução: o que é e para que serve?

Pode, por isso, ocorrer uma questão de forma recorrente: «Consegue-se obter, a partir da mamoplastia de redução, uma mama firme mais pequena, a partir de uma mama grande e flácida?»

A resposta é simples: Sim, consegue-se. A partir de um peito bastante descaído, é possível aproveitar todo o peito da paciente para reposicionar e remodelar a mama, de forma a ficar com um aspecto bastante natural.

Isto vai fazer muito pela auto-estima das pacientes, melhorando-a substancialmente. A paciente pode voltar a usar o biquíni que sempre gostou, os vestidos cai-cai, as camisas justas, entre outras peças de roupa que deixou de usar porque não se sentia bem com o volume das suas mamas. Esta redução mamária ou mamoplastia de redução caracteriza-se por um excesso de pele, gordura e glândula mamária, geralmente bilateral que, no seu conjunto, originam diversas queixas.

Casos em que a mamoplastia de redução é a melhor solução

Em termos técnicos, este problema designa-se normalmente por macromastia ou gigantomastia. Considera-se, por norma, gigantomastia, quando se espera uma necessidade de redução superior a um quilo e meio por mama.

No caso das macromastias, as reduções mamárias poderão ser leves ou moderadas (entre 100 e 500 g) ou mais graves (a partir de 500 g).

Existem diversos factores associados à mamoplastia de redução, nomeadamente uma maior sensibilidade do tecido mamário às hormonas femininas (prolactina, estrogénios e progesterona), assim como o aumento de peso e as gestações.

A mamoplastia de redução é ainda mais importante quando combate um problema na adolescência, tipicamente um aumento abrupto do volume dos seios em pouco tempo, normalmente após o primeiro ciclo menstrual. Aí, a mamoplastia de redução, além de melhorar a auto-estima das pacientes, impede que tenham problemas de saúde, sobretudo com patologias associadas à coluna vertebral.

Onde fazer uma mamoplastia de redução em Lisboa?

Mas onde posso recorrer a uma mamoplastia de redução em Lisboa? Basta deslocar-se ao Consultório de Cirurgia Plástica LMR, na Avenida Miguel Bombarda, em Lisboa, ou ligar para o número de telefone 21 099 91 38.

Para saber mais sobre a mamoplastia de redução, visite www.lmrcirurgiaplastica.pt

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email