Blefaroplastia: O que é?

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook6Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A blefaroplastia – cirurgia de rejuvenescimento palpebral – é um procedimento cirúrgico, que visa a correcção de deformidades nas pálpebras (superiores e inferiores).

Entre as deformidades incluem-se as “bolsas de gordura” (o conhecido “papo nos olhos”) e as rugas. As deformações podem ser adquiridas com o envelhecimento facial, mas também podem resultar de anomalias no crescimento, ou até de traumatismos ou outras doenças.

Normalmente, as alterações, causadas pelo envelhecimento no nosso corpo, são primariamente apercebidas ao redor dos olhos.

 

A blefaroplastia pode ser realizada de forma isolada, ou em associação com outros procedimentos cirúrgicos, como o lifting facial, para conseguir resultados mais amplos. As cicatrizes resultantes desta cirurgia ficam praticamente invisíveis, uma vez que a pele das pálpebras é de espessura muito fina.

Blefaroplastia

                            Antes                                          Depois

O olhar revela-se como um aspecto distintivo da personalidade do indivíduo, e como forma de expressar sentimentos. Os olhos são estruturas anatómicas importantes no conjunto estético da face. O envelhecimento, responsável pela alteração desta forma de expressão, provoca alterações na face e nas pálpebras.

Podem ocorrer também alterações em pessoas mais jovens. Por isso, é que não existe uma idade ideal para se operar as pálpebras: a oportunidade é determinada pelo aparecimento do problema a ser corrigido.

A blefaroplastia surge assim como resposta para corrigir essas alterações, sendo um dos procedimentos seguramente mais realizados em cirurgia plástica. É simples, feita em ambulatório e com anestesia local.

A Dra. Luísa Magalhães Ramos explica:

lmr_foto“São vários os factores que influenciam a posição palpebral. No entanto, as alterações mais importantes são as decorrentes do processo de envelhecimento.

Com a senilidade a pele perde progressivamente a sua elasticidade, gordura e capacidade de sustentação. Como consequência deste fenómeno, torna-se flácida e muito mais propensa a rugas, e assiste-se à queda dos tecidos por acção da força da gravidade.

Acresce ainda o facto de que a expressão facial exerce igualmente deformação mecânica sobre as estruturas.

Outros factores (genéticos ou características familiares e raciais) têm um papel importante no desenvolvimento de deformidades nas pálpebras. Em alguns casos, mais avançados, as alterações palpebrais diminuem o campo de visão do indivíduo.”

Saiba mais sobre Blefaroplastia em www.lmrcirurgiaplastica.pt

Se Gostou Partilhe...
Share on Facebook6Pin on Pinterest0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone